Milton Leite da Costa

                  Nasceu em Florianópolis e graduou-se em 1938, na então Faculdade de Direito de Santa Catarina. Manter-se atualizado, buscando onde quer que fosse a informação que precisasse; desenvoltura, certeza e acuidade em relação a qualquer das matérias jurídicas que lhe eram submetidas; e dono de uma “fluência verbal castiça”, como lembra sua filha Mariza Leite da Costa, foram suas principais qualidades de operador do Direito e ficaram marcadas nos pareceres emitidos e nas decisões proferidas, que constituíram a sua contribuição para as Letras Jurídicas catarinenses. Nomeado Procurador-Geral de Justiça, no tempo eu que o cargo era de livre escolha do Governador do Estado, uma das maiores lições que deixou ao mundo jurídico é a  de que a independência funcional é muito mais uma questão de caráter do que de disposição legal.